quarta-feira, 28 de março de 2012

Dica de Filme: O Contador de Histórias


Título Original/País/Ano: O Contador de Histórias / Brasil / 2009.
Gênero: Drama.
Direção: Luiz Villaça.
Sinopse: Aos seis anos, Roberto Carlos Ramos é internado por sua mãe em uma instituição para menores carentes em Belo Horizonte. Dotado de imaginação fértil, chega aos 13 anos analfabeto, com mais de 100 fugas no currículo, várias infrações e o diagnóstico de irrecuperável. O encontro com uma pedagoga francesa mudará, para sempre, a vida de Roberto.

Resenha: Achei o filme muito bonito. Uma história realmente incrível. O filme, é baseado na história real de Roberto Carlos Ramos, conhecido hoje, como o maior contador de histórias do Brasil.
A mãe de Roberto, vê sua família tomada pela pobreza, e, para dar uma vida melhor a seu filho, o leva para uma entidade assistencial recém criada pelo governo. A mãe, acreditava que estava dando um futuro melhor para seu filho. Mas a realidade da entidade é bem diferente da prometida pela propaganda mostrada na TV.
Aos 13 anos, analfabeto, e com incontáveis fugas em seu currículo, Roberto é dado como "irrecuperável" pela diretora da instituição. Em uma de suas fugas, encontra-se com a pedagoga francesa Margherit Duvas, que está desenvolvendo uma pesquisa no Brasil. Roberto torna-se um desafio para ela, que após muito carinho, consegue ajudar o "irrecuperável".

O Contador de Histórias: Roberto é Pedagogo, Mestre em Educação pela Unicamp, Pós-Graduado em Literatura Infantil pela PUC - MG, membro da Associação Internacional dos Contadores de Histórias e Valorizadores da Expressão Oral Mundial, sediada em Marselha (França). Em 2001 foi eleito como um dos dez maiores contadores de histórias da atualidade em Seattle, nos Estados Unidos.
Adotou 13 meninos dados como "irrecuperáveis". Todos deixaram as drogas, estão na escola e tem uma perspectivas profissional.

sábado, 24 de março de 2012

Música 1: Flight of Icarus - Iron Maiden.


Como estou lendo muita milogia grega nesses últimos 2 meses, decidi postar uma música que também fala de mitologia, de uma banda que particularmente, eu AMO.
A música é Flight of Icarus da banda Iron Maiden, pode ser encontrada no álbum Piece of Mind.
Flight Of Icarus (Iron Maiden)
As the sun breaks, above the ground,
An old man stands on the hill,
As the ground warms, to the first rays of light
A birdsong shatters the still.
His eyes are a blaze,
See the madman in his gaze.
Fly, on your way, like an eagle,
Fly as high as the sun,
On your way, like an eagle,
Fly, touch the sun.
Now the crowd breaks and a young boy appears
Looks the old man in the eye
As he spreads his wings and shouts at the crowd
In the name of God my father I'll fly.
His eyes seem so glazed
As he flies on the wings of a dream,
Now he knows his father betrayed
Now his wings turn to ashes to ashes his grave.
Fly, on your way, like an eagle,
Fly as high as the sun,
On your way, like an eagle,
Fly as high as the sun.
(Icaro é um personagem da mitologia grega, filho de Dédalo, construtor do labirinto que prendia o minotauro na ilha de Creta. Conta a lenda que Dédalo e o filho foram encarcerados no labirinto e, para fugir, construíram asas com penas e cera. Mas ao levantarem vôo, Ícaro se aventurou a voar muito alto e suas asas de cera derreteram com o calor do sol.)

sexta-feira, 23 de março de 2012

Caixa do Correio #2

Caixa do Correio #2
Esses livros, na verdade, chegaram há algum tempo também, como estava sem máquina fotográfica, não deu para colocar fotos, mas agora estão prontas!
Comprei eles em um sebo de uma amiga do orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=tr&uid=15834539806712447546, uma fofa, super confiável!

Aí estão minhas novas aquisições Março/2012:
* A Hora da Estrela - Clarice Lispector.
* Namorados Imprestáveis - Jessie Jones.
* Tutancâmon - O Último Segredo - Christian Jacq.
* Prelúdio Para a Morte - Val McDermid.
* Acordei em Woodstock - Ignácio de Loyola Brandão.
* O Pêndulo de Euclides - Aleiton Fonseca.
"A Hora da Estrela - Clarice Lispector" eu já li algumas vezes, mas não tinha o meu exemplar, então, vi nesse sebo e claro, tive que comprar, sou muito fã da Clarice, adoro o jeito que ela escreve e, A Hora da Estrela é um clássico.
"Namorados Imprestáveis - Jessie Jones" é uma comédia romântica, diferente de tudo que já li, pois adoro o fantástico, esse livro promete me tirar muitas risadas, não vejo a hora de ler.
"Tutancâmon O Último Segre - Christian Jacq" é bem o estilo que eu gosto também, adoro histórias sobre o Egito Antigo.
"Prelúdio Para a Morte - Val McDermid" - romance policial, gosto muito também, sou uma grande fã de Agatha Christie e da coleção Mortal, esse parece ser no mesmo estilo.
"Acordei em Woodstock - Ignácio de Loyola Brandão" - conta a história da minha época preferida na história, tanto da música quanto das pessoas. Sempre brinco que eu nasci na época errada, deveria ter nascido em Woodstock!
"O Pêndulo de Euclides - Aleiton Fonseca" - esse veio de brinde, a história é baseada na Guerra dos Canudos e a grande admiração do autor por Euclides da Cunha. Parece ser bem interessante, na verdade, sou também uma grande admiradora da literatura clássica brasileira, li vários livros, entre eles Euclides da Cunha, estou anciosa para ver o que Aleiton tem a contar sobre Euclides.
Muita leitura para mim para os próximos dias, estou esperando chegar meu exemplar de "O Mágico de Oz" também que encomendei e ainda não chegou..

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dica de filme: A Onda


Título Original/país/ano: Die Welle/EUA/2008
Gênero: Drama
Direção: Dennis Gansel
Sinopse: Rainer Wegner, professor de ensino médio, deve ensinar seus alunos autocracia. Devido ao desinteresses deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do facismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema "força pela disciplina" e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo, os alunoscomeçam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. quando o jogo fica série, Wegner decide interrompê-lo. Mas é tarde demais, A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967.
Resenha: Para falar a verdade, achei o que filme fosse ser uma porcaria. Mas não foi. Um ótimo filme, que mostra como o "poder" sobe à cabeça e que fica difícil de controlar quando uma ideia (idiota) atinge uma massa tão grande. O professor Rainer Wegner, queria ensinar sobre a Anarquia, mas como ele entrega o projeto atrasado, sobrou a Aristocracia para ele. Alguns alunos matricularam-se nesse curso, por falta de opção e outros porque gostava do professor. Wegner, percebe o total desinteresse dos alunos pelo curso, então decide prender a atenção deles jogando uma questão: se a Alemanha poderia voltar a ser como era nos tempos de Hitler. Para provar essas questão, começam um projeto "A Onda".
Eu não entendia nada de facismo, nunca havia lido ou visto nada a respeito. Após ver o filme, entendi o que o Humberto Gessinger quis dizer com: "o fascismo é fascinante deixa gente ignorante fascinada". O filme mostra o poder da disciplina, e como esse poder e essa disciplina podem ser altamente perigosos.
Na minha visão profissional, o que aconteceu com o professor foi: em pouco tempo ele tinha o respeito e a atenção de todos os alunos, a aprovação da maioria dos pais e da direção da escola. A "força pela disciplina" subiu rapidamente à cabeça desse professor. O grupo que ele havia formado estava excluindo outros grupos que não aceitassem suas ideias e machucando as pessoas que eles amavam.
Acabei de ler a história real, fiquei chocada.

Dica de Filme: Invictus


Título Original/país/ano: Invictus/EUA/2009
Gênero: Drama
Classificação: Livre
Direção: Clint Eastwood
Sinopse: Dirigido por Clint Eastwood, o filme Invictus conta a história do presidente sul africano Nelson Mandela (Morgan Freeman - não teria alguém melhor) que usa o esporte ara unir a população, durante uma copa do mundo no país. Para conseguir essa façanha, chama para uma reunião François Pienaar (Matt Damon), capitão da equipe sul-africana, e o incentiva para que a seleção nacional seja campeã.
Resenha: Nelson Mandela foi um dos maiores exemplos de lideraça pacífica que eu já vi. Mandela, eleito presidente após sair de uma prisão (indevida, na minha opinião), começa sua revolução para unir os dois povos, que estavam separados por conta de um preconceito totalmente idiota. Mandela vê no esporte a melhor maneira uní-los.
O filme mostra como Mandela tratava todos as pessoas, não como um número, ou com um ser invisível, mas como pessoa, independente de sua cor ou classe social. O que mais me impressionou no filme, foi o fato de ele saber o nome e algum fato da vida de todos com quem ele conversava.
A inspiração de Nelson, um poema, chamado Invictus do poeta britânico William Ernest Henley (1849-1903)
Invencível
Da noite que me cobre,
Negra como um poço de alto a baixo,
Agradeço quaisquer deuses que existam
Pela minha alma inconquistável.
Na garra cruel da circunstância
Eu não recuei e nem gritei
Sob os golpes do acaso
Minha cabeça está sangrenta, mas ereta.
Além, deste lugar de fúria e lágrimas
Só o eminente horror matizado
E, contudo a ameaça dos anos me encontra
E encontrar-me-á, sem temor.
Não importa a estreiteza do portão.
Quão cheio de castigos o caminho,
Sou o dono do meu destino,
Sou o capitão da minha alma.

sábado, 3 de março de 2012

Resenha : Divinas Aventuras


Resenha #5
Livro: Divinas Aventuras.
Autora: Heloísa Pietro.
Editora: Companhia das Letrinhas.
Páginas: 47.
Data da Leitura: 15/02/12.
Ótimo livro e de fácil leitura para quem não conhece nada a respeito da mitologia grega. De linguagem interativa e de rápido entendimento. Heloísa reuniu em seu livroa as histórias dos maiores deuses da mitologia grega antiga.
São histórias para serem contadas para crianças. Mas, para os adultos que gostam de informação, funciona muito bem.
Li o livro em uma ou duas horas.
No livro encontram-se as histórias dos principais feitos de Zeus, Hera, Ártemis, Hermes e Cronos.

Citações

(...) "- Como mortal, eu nunca fui um grande lutador, atleta ou poeta. Eu apenas fazia vinho. As pessoas em meu vilarejo riam de mim. Diziam que, eu nunca daria boa coisa. Agora olhe para mim. Às vezes coisas pequenas podem tornar-se de fato muito grandes."
(Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto. Rick Riordan. Página 352.)

Citações


(...) "- Pã permitiu que o espírito dele fosse transmitido para todos nós. Precisamos agir. Cada um de nós deve trabalhar para renovar o mundo selvagem, para proteger o que resta dele. Precisamos disseminar a notícia. Pã está morto. Não existe mais ninguém, somente nós."
(Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto. Rick Riordan. Páginas 344-345).

Citações


(...) "Conte a eles sobre minha morte. Porque eles precisam parar de esperar que eu os salve. Eu não posso. a salvação tem que partir de cada um." (...) - Pã.
(Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Larinto. Rick Riordan. Página 322).

Citações


(...) "-Ogígia é uma ilha fantasma. Existe por si só, em qualquer lugar e em lugar nenhum." - Calipso.
(Percy Jackson & Os Olimpianos - a Batalha do Labirinto. Rick Riordan. Página 219).

Citações


"- Talvez seja por isso que os monstros desaparecem- eu disse - Talvez não seja uma questão de os mortais acreditarem ou não. Talvez seja porque vocês desistam de si mesmos."
(Percu Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto. Rick Riordan. Página 133)

Citações


"- De fato. - Hera fitou os mosaicos desbotados dos olimpianos. - Como vocês veem, em tempos difíceis até os deuses podem perder a fé. Eles começam a depositar confiança nas escolhas erradas, os oitadinhos. Deixam de olhar o panorama e começam a agir com egoismo. Mas eu sou a deusa do casamento, vocês sabem. Estou acostumada com a perseverança. É preciso se erguer acima das discordâncias e do caos e continuar acreditando. É preciso manter os obejtivos sempre em mente."
(Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto. Rick Riordan. Página 114).

Resenha : Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto


Resenha #4
Livro: Percy Jackson & Os Olimpianos - A Batalha do Labirinto.
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 367
Comecei: 05/02/12 Terminei: 14/02/12
"Descerás na escuridão do labirinto infinito,
O morto, o traidor e o perdido reerguidos.
Ascenderás ou cairás pelas mãos do rei espectral,
Da criança de Atena, a defesa final.
A destruição virá quando o último suspiro do herói acontecer..."
Mais uma aventura de Percy, Grover e Annabeth devorada. Nessa história, a guerra está começando e a aventura começa a ficar mais sombria. Cronos está de volta ocupando o corpo de Luke (filho de Hermes - que Percy conheceu no Acampamento no seu primeiro ano e Annabeth conhece há tempos).
Os heróis se reunem à Tyson (o ciclope) e à uma amiga de Percy, Rachel (que se conheceram na escola - e ela pode ver atraves da Névoa), para conseguirem atravessar o Labirinto (do Minotauro) e encontrar Dédalo, seu criador e assim deter o exército de Cronos que está avançando também pelo Labirinto.
Nesse meio tempo, encontram Nico (filho de Hades) que havia fugido do Acamapmento na aventura anterior, porque sua irmã morreu em uma missão junto com nossos heróis. Nico, estava determinado a odiar Percy, mas com a guerra acontecendo, os dois acabam ficando amigos.
Grover conta com a ajuda de Tyson para encontrar Pã, que está sumido também, e Grover o procura há séculos. Descobrem que Pã tambem está no Labirinto.
Sentindo o que está por vir, Percy e seus amigos travam uma batalha épica dentro do Labirinto de Dédalo.
A história é dinâmica e envolvente, mais uma vez Rick, nos surpreende com seu grande conhecimento das antigas histórias.