domingo, 22 de abril de 2012

Dica de Filme: As Horas


Título Original / País / Ano: The Hours / EUA / 2002
Gênero: Drama
Diretor: Stephen Daldry
Resumo: Três épocas, três mulheres em três histórias que se mesclam e se transformam pela influência de uma grande obra literária. A primeira é Virgínia Woolf (Nicole Kidman), que vive num subúrbio londrino nos anos 20, lutando contra a insanidade enquanto começa a escrever seu primeiro grande romance, A Senhora Dalloway. As outras mulheres, a dona de casa Laura Brown (Julianne Moore), de Los Angeles, nos anos 40e a editora Clarissa Vaughan (Meryl Streep), nos dias de hoje, em Nova York, enfrentam situações diferentes entrelaçadas pelo livro que Virgínia escreveu. 

Resenha: O filme foi indicado e emprestado por uma amiga minha, Jailma, sempre acertando em suas indicações.
Gosto muito das três atrizes, Nicole Kidman está irreconhecível, demorei um pouco para assimilar que era ela mesma e sua atuação está impecável, tanto que recebeu o Oscar por melhor atriz nesse papel. Julianne Moore está vivendo na década mais linda que já existiu, a de 40, o cabelo está lindo e as roupas que ela usa, maravilhosas. Meryl Streep está perfeita.
Vamos aos comentários do filme: o filme é baseado no livro As Horas de Michael Cunningham, que foi inspirado no romance Mrs Dalloway da Virgínia Woolf. O enredo trata da história de três mulheres que carregam em suas vidas sentimentos em comum, como a insatisfação e o fracasso.
São retratos de três vidas em épocas distintas, que se encontram através do livro Mrs. Dalloway, é um filme de alma feminina, onde nos artifícios da trama, outras mulheres se reconhecem no trama existencial de cada personagem. Uma mulher que gostaria de ser personagem de um romance, uma que vive e outra que escreve.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Dica de Filme: Mamonas Pra Sempre


Título Original / País / Ano: Mamonas Pra Sempre / Brasil / 2011
Gênero: Documentário
Direção: Cláudio Khans
Sinopse: A história da banda Mamonas Assassinas, cuja meteórica carreira – de oito meses e mais de 3 milhões de discos vendidos – foi interrompida pelo acidente aéreo que culminou na morte de seus cinco integrantes, chocando e comovendo o Brasil.

Acho que, não tem necessidade de uma resenha, pois quem viveu nos anos 90 conhece e se lembra, mesmo que vagamente, a trajetória da banda.
Posso dizer que fiquei emocionada, me lembrou de quando escutei pela primeira vez Mamonas Assassinas e de quando aconteceu o trágico acidente aéreo. O engraçado é que, me lembrei exatamente do que estava fazendo quando me lembrei dos dois fatos.